Novidade
Porto Dalva “Pure” Tawny Reserve
Generoso
Porto
Preços
Sócio
16,63 Gfa
33,26 Cx
Não Sócio
17,50 Gfa
35,00 Cx
Vendido em cx de 2 gfa x (0,375l)
  • Notas de prova
Cor âmbar com laivos avermelhados. Aroma muito limpo, belas notas de frutos secos (figos, avelã) com um toque de frutos silvestres em compota e mel. A boca confirma os frutos secos num conjunto redondo, volumoso, macio e aveludado, complexo e fresco, equilibrado. Final doce, longo e persistente.
Designação Oficial: 
D.O.C.

Temperatura de Serviço: 

14/16ºC

Teor alcoólico: 

19.00%vol

Longevidade: 

3 a 5 anos

Harmonizações: 

  • Todo o tipo de sobremesas |
  • gelados (caramelo |
  • baunilha ou amêndoa) e queijos suaves.

Situações de consumo: 

Sobremesas
Vinificação: 
Colheita manual. Fermentação controlada em cubas de aço inox e parada pela adição de aguardente vínica conforme processo tradicional. Estágio em cascos de carvalho. Blend de diferentes lotes com uma média de idade de 7 anos.
  • Castas
  • Região
  • Enólogo
  • Produtor

Tinta Roriz

Touriga Franca

Porto

collapse

O "Vinho do Porto" distingue-se dos vinhos comuns pelas suas características particulares: uma enorme diversidade de tipos em que surpreende uma riqueza e intensidade de aromas incomparáveis e uma persistência muito elevada, quer de aromas, quer de sabor, para além de um teor alcoólico elevado (geralmente entre os 19 e os 22% vol.), numa vasta gama de "doçuras" e grande diversidade de cores.

Observações dos produtores acerca deste vinho: 
Vinho do Porto para celebrar a sustentabilidade ambiental, respeitando a saúde do solo e biodiversidade local. O cultivo das uvas em Modo de Produção Biológico, permitiu que os aromas característicos das castas se exprimissem ao máximo, sendo o resultado um vinho com grande concentração de sabores, devido à qualidade intrínseca das uvas e estágio cuidado.

C. da Silva

collapse

Em 1933, tendo recentemente chegado da sua estadia no Brasil, o jovem empreendedor português Clemente da Silva realizou o sonho de uma vida, o de criar uma casa de vinhos de excelência, que estava destinada a trazer-lhe sucesso além-fronteiras. Com a aquisição da Corrêa Ribeiro e Filhos,  fundada em 1863 e portadora da chancela de antiga fornecedora da Casa Real, fundou a C. da Silva.

Esta casa assistiu desde cedo a um processo de expansão em todas as suas vertentes, merecendo elevado reconhecimento internacional que lhe assegurou um notável crescimento em exportação para inúmeros países e continentes. O leque de produtos vendidos passava, não só por vinho do Porto, mas também por brandy, espumantes naturais e vinhos tranquilos, o que só por si reflete o espírito visionário e diligente para um jovem empresário da altura. Em 2007, a C. da Silva foi adquirida pelo grupo Gran Cruz e desde o princípio que a preocupação do grupo tem sido de criar sinergias no sentido de manter este espírito empreendedor de Clemente da Silva, valorizando o seu legado e fazendo-o crescer.

As vinhas do Douro encontram uma expressão pura e única nos vinhos da C. da Silva, desde os socalcos até à adega em Alijó equipada com tecnologia de vinificação de ponta. Apesar de as uvas serem transformadas no Douro, é nas caves em Vila Nova de Gaia que os vinhos envelhecem e onde ganham os seus próprios traços e a sua personalidade. Estas características únicas dependem, não só do tempo, mas também, do processo de envelhecimento que é definido para cada vinho.
Combinando os saberes ancestrais na arte do vinho com a última tecnologia disponível, com muita paciência e dedicação, o valor inestimável destes vinhos é cuidadosamente preservado e a cada ano se transforma. O resultado final é uma gama de vinhos elegantes e distintos, cada um com a sua própria personalidade, criados com o propósito de materializar o melhor da região e levá-lo até à sua mesa.