Premiado
Quinta do Cume Reserva branco
Branco
2018
Douro
Preços
Sócio
12,35 Gfa
74,10 Cx
Não Sócio
13,00 Gfa
78,00 Cx
Vendido em cx de 6 gfa x (0,75l)
  • Notas de prova
  • Prémios

Cor amarelo citrino. Aroma fresco, com notas de frutos brancos, citrinos, florais, mel e um toque mineral. Na boca é fresco e mineral. Final longo.

Medalha de Ouro – Concurso Vinhos de Portugal 2021

Medalha de Ouro – Concurso Vinhos de Portugal 2021

Designação Oficial: 
D.O.C.

Temperatura de Serviço: 

10/12ºC

Teor alcoólico: 

13.50%vol

Longevidade: 

4 a 5 anos

Harmonizações: 

  • Ostras |
  • Peixes Gordos |
  • Carnes brancas |
  • Queijos

Situações de consumo: 

Com a refeição
Vinificação: 
Vindima manual. 60 % do mosto fermenta em inox com controle de temperatura e os restantes 40% em cascos novos de carvalho francês.
  • Castas
  • Região
  • Enólogo
  • Produtor

Gouveio

Malvasina Fina

Rabigato

Viosinho

Douro

collapse

Durante a ocupação romana já se cultivava a vinha e se fazia vinho nos vales do Alto Douro. A história da região é simultaneamente fascinante e cruel, desde os tempos imemoriais em que o Douro era sobretudo esforço e violência, que foi amansando e evoluindo, permitindo-nos desfrutar de uma das mais espantosas "paisagem cultural, evolutiva e viva" do país, actualmente reconhecida como Património Mundial pela UNESCO.

De salientar também o facto de ter sido a primeira região demarcada e regulamentada do mundo, aquando da criação pelo Marquês de Pombal, da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, em 1756.

A região, rica em microclimas como consequência da sua acidentada orografia, divide-se em três sub-regiões - Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior, produzindo-se em cada uma delas vinhos de qualidade brancos, tintos e rosados, vinhos espumantes, licorosos e ainda aguardentes de vinho com especificidades próprias.

Da globalidade do volume de vinho produzido na Região Demarcada do Douro, cerca de 50% é destinada à produção de "Vinho do Porto", enquanto que o restante volume é destinado à produção de vinhos de grande qualidade que utilizam a denominação de origem controlada "Douro" ou "Vinho do Douro".

Merece também destaque o Vinho Regional Duriense cuja região de produção é coincidente com a Região Demarcada do Douro.

Fonte: Instituto da Vinha e do Vinho, I.P.

Quinta do Cume

collapse

O vinho da Quinta do Cume nasce nas enconstas solarengas da antiga terra de Provezende, uma aldeia histórica situada na margem direita do Rio Douro, no coração do Douro Vinhateiro, região demarcada e classificada pela UNESCO, como património Mundial desde 2001.
Jorge Tenreiro, cirurgião de profissão, apaixonado desde sempre pelo Douro, escolheu Provezende para a concretização de um sonho, que reunia todas as características para um excelente vinho: o terreno acidentado, o solo xistoso, a proximidade com a água, uma exposição solar ideal e altitude (600m para os vinhos brancos) e as vinhas mais baixas de provezende para os tintos, enfim um terroir que lhe confere propriedades enológicas inigualáveis. Adega própria de raiz com tecnologia actual, permite ao enólogo escolhido Jean- Hugues-Gros a elaboração de vinhos de qualidade.
O lema é produzir vinhos com paixão.

Clique aqui para visitar o site Quinta do Cume